|     Contacte-nos     |     

LINGUAMÓN - Casa de les Llengües

Línguas do mundo

Inici > Línguas > Macuxi

Print   Email   Macuxi

Makuci, pemon

É também conhecida por

Makushi, makusi

É falada em ...

Guiana: norte da serra de Paracaima.

Brasil: Roraima

Venezuela: savanas

Número de falantes (aprox.)

Número total: cerca de 20.000.

Estatuto legal

Na Guiana não existe nenhuma legislação linguística (nem sequer está estabelecida uma língua oficial, embora o inglês tenha esse estatuto de facto).

Na Venezuela, a língua oficial é o espanhol, e, desde o ano 1999, «as línguas indígenas também são de utilização oficial para todos os povos indígenas». Embora nos últimos anos o estado venezuelano tenha aprovado um conjunto de leis para proteger as línguas ameríndias, até agora tal não se reflectiu na realidade.

No Brasil, o português é a única língua oficial. A única legislação linguística que refere as restantes línguas tem a ver com o âmbito escolar e reduz-se à educação primária bilingue e intercultural (exclusivamente nas comunidades indígenas), embora na realidade sejam poucos os professores bilingues com formação.

Fonte

QUEIXALÓS F. e O. RENAULT-LESCURE (eds.) (2000) As línguas amazônicas hoje, IRD/ISA/MPEG, São Paulo.

ABBOTT, M. (1991) «Macushi», em: DERBYSHIRE, D. e G. PULLUM (eds.) Handbook of Amazonian Languages, vol. III, Mouton de Gruyter, Berlim/Nova Iorque.

Comentário

A maioria da população macuxi é bilingue em inglês, castelhano ou português e nas zonas fronteiriças também é abundante o trilinguismo.

O macuxi é considerado uma língua inferior face às línguas nacionais, com as quais este grupo está em contacto permanente. Não existe educação em macuxi, facto que, aliás, os pais das crianças rejeitariam. Observam-se muitos empréstimos do inglês e do português à língua macuxi.

Classificação

  • Família:
    Caribe
  • Ramo:
    Amazonas setentrional
  • Grupo:
    Pemon

Localização

  • Continente:
    América
  • Países:
    Venezuela, Brasil, Guiana
Generalitat de Catalunya
Casa de les Llengües ©